Seção 9, Tópico 4
Em andamento

Observar sem Avaliar

Ravi Resck 29 de julho de 2021
Progresso de Seção
0% concluído

O primeiro passo da CNV é a Observação. Mas é importante salientar que aqui nós temos que separar as observações das nossas avaliações.

Isto acontece porque quando expressamos uma observação com avaliação as pessoas tendem a se sentir julgadas e criticadas.

As observações são uma parte importante desse processo porque queremos poder expressar clara e honestamente como realmente estamos. No entanto, ao combinar nossas observações com avaliações fazemos com que as pessoas prestem mais atenção aos nossos julgamentos do que ao conteúdo que realmente queremos transmitir.

Isso não significa de forma alguma que devemos nos abster de avaliar. Significa que temos que aprender a separar nossas observações das nossas avaliações.

Distinguindo observações de avaliações

Segue aqui uma tabela comparativa que nos ajuda a compreender como separar nossas observações das avaliações retirada do livro de Marshall Rosenberg.

ComunicaçãoObservação com avaliaçãoObservação separada de avaliação
Usar o verbo ser sem indicar que a pessoa que avalia aceita a responsabilidade pela avaliação.Você é generoso demais.Quando vejo você dar para os outros todo o dinheiro do almoço, acho que está sendo generoso demais.
Usar verbos de conotação avaliatória.João vive deixando as coisas pra depois.João só estuda na véspera das provas.
Implicar que as inferências de uma pessoa sobre os pensamentos, sentimentos, intenções ou desejos de outra são as únicas possíveis.O trabalho dela não será aceito.Acho que o trabalho dela não será aceito. Ou: Ela disse que o trabalho dela não seria aceito.
Confundir previsão com certeza.Se você não fizer refeições balanceadas, sua saúde ficará prejudicada.Se você não fizer refeições balanceadas, temo que a sua saúde fique prejudicada.
Não ser específico a respeito das pessoas a quem se refere.Os estrangeiros não cuidam da própria casa.Não vi aquela família estrangeira da outra rua limpar a calçada.
Usar palavras que denotam habilidade sem idicar que se está fazendo uma avaliação.Zequinha é péssimo jogador de futebol.Em vinte partidas, Zequinha não marcou nenhum gol.
Usar advérbios e adjetivos de maneiras que não indicam que se está fazendo uma avaliação.Carlos é feio.A aparência de Carlos não me atrai.

Exercícios

Para praticar um pouco, retirei alguns exercícios do livro de Rosenberg para perceber quando uma sentença implica observação ou avaliação. A idéia é tentar classificar as seguintes frases:

1. Ontem, João estava com raiva de mim sem nenhum motivo.

2. Ontem à noite, Lúcia roeu as unhas enquanto assistia à TV.

3. Marcelo não pediu minha opinião durante a reunião.

4. Meu Pai é um homem bom.

5. Maria trabalha demais.

6. Luís é agressivo.

7. Cláudia foi a primeira da fila todos os dias desta semana.

8. Meu filho frequentemente deixa de escovar os dentes.

9. Antônio me disse que eu não fico bem de amarelo.
10. Minha tia reclama de alguma coisa toda vez que falo com ela.

Respostas:

1. “Sem nenhum motivo” é uma avaliação.

2. Observação.

3. Observação.

4. “Homem bom” é uma avaliação.

5. “Demais” é uma avaliação.

6. “agressivo” é uma avaliação.

7. Observação.

8. “Frequentemente” é uma avaliação.

9. Observação

10. “reclama” é uma avaliação.

pt_BR