Seção 3 do 13
Em andamento

Sobre Dragon Dreaming

Ravi Resck 22 de outubro de 2021

O que é? Quando começou?

Dragon Dreaming é normalmente descrito como uma abordagem de sistemas vivos para desenhar projetos para a grande virada. 

É um método que começou a ser construído por John Croft e Vivienne Elanta nos anos 90 na Austrália e foi implementado como um curso de mestrado na universidade de Perth para dar uma sólida base de desenvolvimento de projetos para estudantes e ativistas relacionados com causas sociais e ambientais.

O método evoluiu muito no decorrer dos anos e se tornou popular em mais de 20 países.

John e Vivienne foram pensadores sistêmicos que tinham ideias muito além do seu tempo.  Com uma abordagem embasada na teoria da complexidade, ecologia profunda e sabedoria de povos originários, o Dragon Dreaming oferece um modelo altamente versátil que pode ser aplicado para desenvolver soluções para qualquer tipo de problema. 

Dragon Dreaming traz o conceito de projetos Gaia. Um projeto Gaia deve ser baseado em três princípios básicos: crescimento pessoal, fortalecimento de comunidades e prestar um serviço à Terra.

Quais são os problemas para os quais Dragon Dreaming propõe oferecer uma resposta?

Economicamente, estamos vendo como a riqueza do planeta cai nas mãos de uma pequena elite, conectada a grandes empresas financeiras e corporativas, com uma classe média cada vez mais reduzida e um número crescente de pessoas muito pobres.

O mercado neoconservador não está apenas fracassando em progredir para a maior parte da população, mas através de um sistema econômico e financeiro baseado em dívidas, também está alimentando um crescimento insustentável.

· Politicamente, estamos vendo um crescimento do populismo antifascista e neofascista, do racismo e do protecionismo, com ataques à liberdade de imprensa por meio de propriedade corporativa centralizada e restrições governamentais. Ao mesmo tempo, o aumento dos gastos em guerra e proliferação nuclear ameaça o futuro do mundo.

· Ecologicamente, nossa pegada ambiental coletiva por pessoa agora é maior que um planeta e meio por ano, com emissões de gases de efeito estufa em níveis recordes que ameaçam a estabilidade climática e causam eventos climáticos extremos e um aumento no nível do mar. A destruição de nosso habitat significa que nesta década teremos perdido 67% da biodiversidade do planeta em 1970.

· Tecnologicamente, a inteligência artificial e os sistemas de big data ameaçam a segurança no emprego da grande maioria das profissões. A modificação genética das plantas juntamente com o uso de pesticidas ameaçam a viabilidade ecológica dos sistemas de produção de alimentos, em um momento de uso máximo de combustíveis fósseis e um aumento da população mundial que atingirá entre 9 e 11 bilhões de pessoas até o final do século 21.

· Educacionalmente, a dívida dos estudantes ficou fora de controle em muitos países avançados. Os sistemas escolares precisam preparar os graduados para empregos que ainda não existem e a burocracia excessiva e o baixo status de professor estão desenvolvendo um sistema de ensino público de segunda classe que parece incapaz de aprender e inovar.

· Culturalmente, a intolerância às diferenças está minando o multiculturalismo, ao mesmo tempo em que os fluxos crescentes de refugiados políticos, ambientais e econômicos estão atingindo o pico. Precisamos urgentemente de culturas de tolerância que acolham a diversidade cultural como fonte de criatividade e inovação.

Por que  Dragon Dreaming é a metodologia central deste curso?

Eu vejo Dragon Dreaming como um meta-modelo que compreende diferentes abordagens e métodos para desenhar processos altamente engajadores e participativos.

A abordagem baseada em organismos vivos e focada em processos é altamente versátil e poder ser adaptada para dialogar com qualquer área e qualquer método que também busca empoderar indivíduos, fortalecer comunidades e prestar um serviço ao planeta Terra.  

De fato, nós vamos utilizar o modelo de organismos vivos aplicado aos projetos e organizações durante todo o decorrer deste curso. Acredito que John Croft é uma das pessoas mais transversais que já tive a oportunidade de conhecer. Ele construiu pontes entre abordagens incríveis e construiu este modelo inspirado no trabalho de Gregory Bateson, Ludwig Von Bertalanffy, Peter Senge, Joanna Macy e muitos outros. Dragon Dreaming é o padrão por trás do padrão da diferença que faz a diferença.

Não obstante, Dragon Dreaming também tem suas limitações. A complexidade envolvida nos processos, os termos estrangeiros advindos da cultura aborígene, a tomada de decisão por consenso, o foco em projetos de curta duração e outras questões tornaram o processo um pouco difícil de ser compreendido pelo usuário final.

Este curso é 100% inspirado em Dragon Dreaming e busca celebrar o que há de melhor nessa abordagem e propor diálogos com outras metodologias que podem complementar o que a sabedoria do Dragão traz para o mundo da colaboração. 

CollabDesign é uma exploração de tecnologias sociais que são voltadas para o crescimento pessoal, fortalecimento de comunidades e regeneração planetária.

Não é um método, não é uma filosofia. É um ecossistema de processos colaborativos em prol da regeneração socioambiental.

Baixe o ebook do Dragon Dreaming para saber mais.

pt_BR